Ômega 3 é essencial para o funcionamento de dois órgãos importantíssimos: o cérebro e o coração

Ômega 3, nosso corpo não o produz, assim, temos que incorporá-lo com a dieta

Os cientistas estão acumulando evidências que indicam que um consumo insuficiente de Ômega 3 parece estar relacionado com o aparecimento de boa parte das doenças degenerativas do cérebro como o mal de Alzheimer, Parkinson, e alterações inflamatórias do sistema circulatório, entre outras. Mil anos atrás, quando nossa média de vida era de 30 anos, raramente apareciam doenças desse tipo. Cem anos atrás, quando a expectativa de vida aumentou para uns 40 anos, o problema era ainda pequeno. Hoje que chega quase aos 80 anos, somos acometidos por todo tipo de câncer e doenças degenerativas no cérebro, coração, articulações, etc. Assim, para viver mais, parece que teremos que consumir mais Ômegas 3, caso contrário a chance de ter uma dessas doenças aumenta.

Os ácidos graxos são chamados de ácido linoleico (Ômega 6), ácido linolênico (Ômega 3) e oléico (Ômega 9 ), são chamados ácidos graxos essenciais aqueles que o homem, não sendo capaz de produzir, tem de ingerir de fontes externas. Portanto, os ácidos graxos essenciais são aqueles exigidos pelos sistemas biológicos para reprodução e crescimento. A deficiência de ácidos graxos essenciais nos seres humanos resulta em condições anormais da pele, tais como dermatites, escamações e ressecamentos; redução na regeneração dos tecidos e aumento da suscetibilidade a infecções. Esses efeitos são devidos, pelo menos em parte, à falta de prostaglandinas produzidas a partir dos ácidos poliinsaturados.

A semente de linhaça é considerada um alimento funcional, pois, além de ter suas propriedades nutricionais básicas, tem propriedades preventivas graças aos compostos antioxidantes e anticancerígenos.

A semente de linhaça tem cerca de 39% de óleo em sua composição. Seu óleo é um dos alimentos mais rico em Ômega 3 da natureza (cerca de 57%) e de Ômega 6. A relação ideal entre Ômega 3 e Ômega 6 é de 1:4 respectivamente, enquanto o óleo vegetal de linhaça apresenta uma relação de 1:3, muito próxima do ideal. Essa presença balanceada entre o Ômega 3 e o Ômega 6 permite a produção das prostaglandinas, que são corpos biologicamente muito ativos e importantes que agem como removedoras do excesso de sódio nos rins, diminuindo assim a retenção de líquidos, o que alívia os sintomas do período pré-menstrual. A alta taxa de Ômega 3 faz da linhaça um alimento de cárater preventivo à saúde, sendo um importante agente antioxidante e renovador celular.

Além disso, a linhaça é a maior fonte alimentar de lignanas, um fitoesteróide que "imita" a ação do estrógeno. A lignana é muito importante no período da menopausa, quando as taxas desse hormônio são baixas, sendo ela um importante agente natural na reposição desse hormônio. A lignana "engana" os receptores de estrógeno e se acopla a eles. Tratando-se de um óleo vegetal natural, os fitoesteróides têm uma ação fraca em relação ao estrógeno, não tendo ação negativa sobre o tecido mamário. Sendo assim, a lignana é uma substância importante na prevenção do câncer de mama, por neutralizar a ação do estrógeno sobre esse tecido

O ômega 3 é reconhecido como sendo um nutriente cardioprotetor. Os efeitos cardioprotetores do ômega-3 parecem dever-se, principalmente, a uma combinação de resultados nos seguintes parâmetros de risco à saúde cardiovascular:

  • Diminuição do triglicerides no sangue;
  • Prevenção de batimento cardíaco irregular (antiarritmia);
  • Diminuição da pressão sanguínea;
  • Ajuda o combate ao câncer;
  • Ajuda com depressão;
  • Redução da agregação plaquetária ;
  • Aumento da fluidez do sangue;

Também atua :

  • No crescimento e desenvolvimento infantil.
  • Na melhora da saúde dos cabelos, pele e unhas.
  • No equilíbrio hormonal, regularizando a menstruação, TPM e menopausa.
  • Na prevenção do câncer de mama, ovário e próstata.
  • Na regularização intestinal.
  • Na diminuição do risco de doenças cardiovasculares, aterosclerose, diabetes,
  • Inflamações, psoríase, eczemas.
  • Na redução do colesterol e no controle do açúcar no sangue.
  • Na modulação do sistema imunológico e diminuição de inflamações.
  • Na redução do ritmo de envelhecimento.
  • Confere rendimento de energia diferenciado para os atletas।


O Ômega 3 é essencial para o funcionamento de dois órgãos importantíssimos: o cérebro e o coração. No coração, ele diminui o risco de ataques cardíacos, pois ele evita que as gorduras ruins (hidrogenadas e as saturadas) se fixem nos vasos sanguíneos, fazendo assim com que eles se entupam, causando os ataques cardiovasculares. Já o cérebro é constituído de 20% de gordura, então é importante o consumo de ômega 3 para deixá-lo ativo, em sua deficiência o cérebro funciona lentamente causando assim a falta de memória.


Vera Dalla Vechia

Giroil Agroindústria Ltda

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como preparar sementes de chia

CHIA – O Super Alimento

REFLUXO GÁSTRICO, AZIA E SEMENTES DE CHIA