segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Combos de Whey Giroil




Whey protein, a proteína

O termo “proteína” deriva do grego proteíos, que significa“o mais importante”, e sua relação com a força e o ganho de massa não é um assunto moderno. A mitologia grega cita Milo de Crotona como um lutador da cidade de Crotona, pequena localidade situada no sul da Itália. De acordo com sua biografia, ele teve uma carreira brilhante de luta e alcançou muitas vitórias nos mais respeitáveis festivais de atletismo da Grécia Antiga. Assim como outros atletas de sucesso da mitologia, Milo foi referenciado em contos fantásticos de bravura e força, como o conto em que se diz que ele carregou um touro em seus próprios ombros. Na literatura, ele foi referenciado por Shakespeare em Troilo e Créssida. O responsável pela força quase sobre-humana de Milo seria sua dieta diária, que. supostamente, consistia em elevadas doses proteicas.

O soro contém quase metade dos nutrientes originais do leite e é rico em componentes como os minerais cálcio, fósforo, sódio, potássio e magnésio; e as vitaminas B12 B1 B2 B6, A, C, D e E. As proteínas do soro são misturas complexas de numerosas moléculas. As principais são: B-lactoglobulmª, a-lactalbumma,imunoglobulina e albumina de soro, que representam, aproximadamente 2,7 , 1,2, 0,65 e 0,25 g/L, respectivamente. Essas frações podem variar em tamanho, peso molecular e função, provendo às proteínas do soro características Biológicas Singulares. Elas evidenciaram ser promissoras e eficientes na prevenção de doenças, melhorando nossa imunidade e originando bem-estar e saúde de forma geral.




Exercícios Físicos

A prática regular de exercícios traz diversos benefícios, entre os quais destacam-se: benefícios no sistema cardiovascular, na função respiratória, diminuição do estresse, melhora do estado de ânimo, favorecendo o equilíbrio emocional, promoção de um melhor controle metabólico. Todos esses fatores procedem em favor de uma maior produtividade, tanto no trabalho como nas atividades da vida particular, além de proporcionarem outros benefícios não menos importantes, como fortalecimento da função imunológica e maior resistência dos desportistas a infecções e a contrair doenças.

O tecido muscular representa por volta de 40% a 45% da massa corporal de um indivíduo adulto, e seu papel fundamental é o movimento. Sob a ótica metabólica, o músculo é o maior depósito de proteínas e aminoácidos livres de todo o organismo. Essas proteínas representam uma fonte de precursores para a síntese de glicose e de aminoácidos para o anabolismo proteico em outros tecidos.

Cuide de sua alimentação

Isso porque, quando o corpo passa muito tempo sem receber alimento, ele obtém a energia de que precisa por meio das proteínas do nosso próprio organismo, por exemplo, quebrando o tecido muscular – o que chamamos de catabolismo.


Tanto o aumento quanto a diminuição das proteínas musculares são definidos pelo equilíbrio entre o anabolismo (construção e manutenção de tecidos e órgãos) e o catabolismo (quebra dos tecidos), da seguinte forma:
  • Anabolismo maior que catabolismo = aumento de massa magra (balanço metabólico positivo).

  • Anabolismo menor que catabolismo = perda de massa magra (balanço metabólico negativo).

  • Anabolismo igual ao catabolismo = inalterabilidade (balanço metabólico nulo).
Ocorre em nosso organismo, diariamente, uma constante renovação de proteínas; nosso corpo as emprega, como fabrica outras novas, com a finalidade de reparar ou adaptar os tecidos rompidos a novas fontes de estímulos. É o caso de quando nos exercitamos, pois os ligamentos dos músculos são rompidos e o corpo precisa criar novos tecidos mais resistentes é nessa fase que ocorre o aumento de massa muscular.
Essa renovação muscular será comprometida por diferentes condições fisiológicas, como o jejum, a alimentação, a idade ou o exercício físico, e é regulada pelo sistema neuroendócrino, com o sistema imunológico participando de forma determinante pela sua influência na recuperação de processos inflamatórios. Isso ressalta a importância de ingerirmos boas fontes proteicas, caso contrário, nosso corpo não conseguirá reparar os tecidos danificados e não será capaz de criar novos tecidos com maior densidade e consistência. Além de a suplementação com Whey Protein fornecer os aminoácidos necessários de maneira rápida e dinâmica para o organismo no momento em que ele mais precisa, ela oferece outro benefício, não menos importante: melhorar a perfusão sanguínea sobre os músculos, proporcionando maior aporte de nutrientes e oxigênio e, consequentemente, maior desempenho físico e diminuição da fadiga muscular.
Quando sua utilização é associada a um programa de treinamento, especialmente de musculação, o Whey Protein auxilia o estímulo do exercício perante a musculatura, proporcionando aumento de força e massa muscular, ao mesmo tempo em que favorece a eliminação das substâncias tóxicas acumuladas durante a prática da atividade física. Assim, O processo de recuperação muscular e facilitado devido à presença de um aminoácido denominado l-arginina, que é precursor do óxido nítrico (NO). 0 NO é formado de nitrogênio e oxigênio, e sua produção sobrevém quando o aminoácido l-arginina é convertido para o aminoácido l-citrulina por meio de um grupo de enzimas denominadas Óxido Nítrico Sintase (NOS).

Loja Giroil: Giroil

Nenhum comentário:

Postar um comentário