Suplementos de Proteínas Vegetais, Aminoácidos Essenciais e sua importância no esporte!

Atletas veganos que estão competindo nos jogos olímpicos do Rio de Janeiro, 2016:
Serena Williams, a “rainha das quadras”!


Kendrick Farris, halterofilista norte-americano!

A utilização de proteínas vegetais como suplemento esportivo vem tendo cada vez mais destaque. Tanto para atletas de alta performance, como para pessoas que necessitam uma dose maior de proteína é indicado usar um suplemento. Atletas necessitam uma dose extra de proteínas que ajudam a construir e reparar tecidos musculares danificados com os exercícios. Além disso, estudos apontam que se uma quantidade mínima de proteínas não for consumida, os atletas além de perderem músculos, irão sobrecarregar seus tendões. 


Fazer escolhas sábias na alimentação proporcionam aos músculos o combustível apropriado e permite que você treine mais tempo e em melhores condições.

Proteínas vegetais contém todos os aminoácidos essenciais em sua composição, são eles: a isoleucina, leucina, lisina, metionina, fenilalanina, treonina, triptofano, histidina e valina.
Benefícios dos aminoácidos presentes em suplementos de proteína vegetais



BCAA 
Os BCAA também denominados de leucina, valina e isoleucina, podem atuar no processo de anabolismo proteico, uma vez que são aminoácidos essenciais, além de diminuir o grau de lesão muscular induzido pelo exercício físico e melhorar a imunocompetência.

Glutamina
Considerado como um dos aminoácidos livres mais abundante nos músculos esqueléticos, a glutamina é utilizada para proliferação de linfócitos e atividade fagocítica de neutrófilos, isto porque é fonte energética para estas células. Ainda atua como precursora da síntese da glutationa, a qual possui ação antioxidante, protegendo as células de lesões e danos oxidativos.

Arginina
Tem sido evidenciado o potencial efeito deste aminoácido na melhora do desempenho físico no esporte, devido a diminuição da fadiga muscular, decorrente do efeito vasodilatador promovido pelo oxido nítrico, composto sintetizado a partir da arginina, que resulta no aumento da perfusão muscular, e diminuição da utilização de glicose pelos músculos esqueléticos em exercício.

Triptofano
Além de ser fundamental para a síntese proteica, o triptofano atua como precursor da síntese da serotonina, neurotransmissor mediador do quadro de fadiga induzida pelo exercício físico intenso, e que exerce influência no sono e melhora do bem estar. O aminoácido ainda é precursor da vitamina B3, e estimula a secreção de insulina e hormônio do crescimento.

Considere os suplementos uma apólice de seguro, que preenche as lacunas que você não consegue somente com uma boa alimentação.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como preparar sementes de chia

CHIA – O Super Alimento

REFLUXO GÁSTRICO, AZIA E SEMENTES DE CHIA