quinta-feira, 21 de junho de 2012

Como usar a Maca peruana











A Maca é um poderoso adaptógeneo, o que significa que tem a capacidade de estabilizar os sistemas glandular-hormonal, nervoso e cardiovascular, ajudando o corpo a responder de forma adaptativa aos diversos desafios e stresses da vida moderna. Aumentando a libido, sendo conhecida como o afrodisíaco peruano, ajuda nos problemas de infertilidade e desequilíbrio hormonal.

Guaca-Maca  

Chamado por algumas pessoas“macamole”, este paté vai dar muito sabor a todas as suas entradas. 

Ingredientes:-

 2 Abacates maduros 

2 colheres de sobremesa de Maca

1 colher de sobremesa de Espirulina

1 pitada de sal marinho ou dos Himalaias

 Sumo de 1 limão

 Sementes de girassol ou sésamo a gosto

Preparação:• Coloque todos os ingredientes dentro de uma misturadora e misture até estar cremoso.• Sirva com  arroz, milho ou bolachas 

 Se quiser potenciar ainda mais este paté, adicione uma colher de sobremesa de Cacau Cru em pepitas. 









Macuccino 

 Ingredientes:-

1/2 xic de Amêndoas

1 colher de chá de Maca em pó (caso seja consumidor habitual de Maca pode utilizar 1 colher de sopa)

1 pitada de Canela

Xarope de Agave, Xarope de Yacon ou Mel, a gosto

Preparação

• Demolhar 1/2 xic de amêndoas durante a noite; escorrer a água restante e colocar as amêndoas numa liquidificadora com 2,5 dl de água pura 

• Bater até obter um líquido cremoso

• Colocar o líquido novamente na líquidificadora e juntar a maca, o agave (ou o yacon ou o mel) e a canela. Bater novamente até obter um líquido cremoso.

• Para uma bebida não crua pode substituir o leite de amêndoas por leite de arroz em pacote.

Maca Peruana - Afrodisíaco e Energetico




A Maca cresce nos lugares mais elevados das montanhas dos Andes peruanos, entre 10.000 e 15.000 pés acima do nível do mar. Pouco se sabe sobre a origem da Maca. Quando os espanhóis chegaram ao Peru em 1526 e se arriscaram nas terras de elevadas altitudes, tornaram-se interessados na saúde e fertilidade de seus animais domésticos, especialmente os cavalos. No clima hostil das altitudes, não havia grama para o pastoreio, o que prejudicou a fertilidade dos animais. Os incas recomendaram aos espanhóis uma alimentação com as raízes da Maca, planta que crescia abundantemente naquela região e estes seguiram o conselho.


Os incas eram arquitetos, construtores e sofisticados cultivadores da terra. Durante o apogeu do império Inca, diz a lenda que os guerreiros consumiam as raízes da Maca na sua alimentação antes de participar das batalhas, o que os tornavam ferozmente fortes. Porém eram proibidos de se alimentarem da Maca após terem conquistado as cidades para protegerem as mulheres de seus impulsos sexuais poderosos. 
Atualmente a Maca está tornando-se cada vez mais popular no Peru entre nativos e não nativos, e os efeitos da Maca estão criando a demanda no mercado do Japão, na Europa e nos Estados Unidos. 

É uma erva anual, glabra. Apresenta a raiz principal engrossada, napiforme, de 4-5 cm de diâmetro por 5-8 cm de comprimento. O caule principal é reduzido, de onde saem vários ramos secundários, glabros, prostrados e decumbentes. As folhas basais são em forma de rosetas e pecioladas. Os pecíolos são aplanados de 2-3 cm de comprimento, com margem escariosa. A lâmina foliar apresenta contorno oblongo, pinatífido a bipinatífido de 7-12 cm de comprimento por 1,5-2,5 cm de largura, segmentos com ápice agudo. As folhas caulinares são gradualmente mais pequenas até o ápice, sésseis e pinatífidas. Possui inflorescência racemosa no extremo dos ramos, raro axilar. As flores são perfeitas, actinomorfas e pediceladas. As pétalas são brancas em número de quatro, livres, persistentes, alternando com as sépalas verdes de forma linear de 1-1,5 mm de comprimento. O fruto é uma siliqua mas comprida do que larga de 4-5 mm de comprimento por 2-3 mm de largura. 
 

Princípios Ativos: 

1.Composição Química: Esteróides; Compostos Fenólicos; Flavonóides; Taninos; Glicosídeos; Saponinas; Aminas Secundárias Alifáticas; Aminas Terciárias; Alcalóides; Antocianidinas; Dextrinas; Glicosinolatos.
 
2. Composição Alimentícia: Proteínas; Carboidratos; Fibra; Vitaminas (caroteno, tiamina (B1), Riboflavina (B2), Ácido Ascórbico (C), Niacina e Vitaminas B6, D3, P); Macrominerais: cálcio, fósforo, magnésio, potássio e sódio; Microminerais: cobre, zinco, manganês, ferro, selênio, boro e traços de sílica e alumínio assim como vestígios de bismuto. Calorias: de 176 até 384 Kcal. 

Indicações e Ação Farmacológica: 

A Maca é usada tradicionalmente como afrodisíaco, energético, atuando no tratamento da anemia, na fertilidade, na impotência sexual, na perda da memória, nos problemas de menstruação, na tuberculose e na menopausa, além da síndrome da fadiga crônica. Recentemente os atletas estão encontrando na Maca uma alternativa excelente para substituir os anabolizantes. 

De acordo com as vitaminas e sais minerais presentes na Maca podemos dizer:

• Vitamina B1 (Tiamina): Sua forma ativa é o pirofosfato de tiamina, o qual é coenzima do piruvato-descarboxilase e 2-oxo-glutarato-diidrogenase. Exerce um papel 
importante no processo de descarboxilação e oxidação de 2-oxo-ácidos. Também é coenzima da transcetolase, exercendo papel importante na transferência de grupos aldeídos no ciclo da pentose fosfato.
A deficiência de Tiamina mais grave conhecida é o beribéri, que dentre os sinais e sintomas mais comuns estão a taquicardia; dispnéia; dilatação cardíaca, levando à insuficiência cardíaca congestiva e edema nos membros inferiores.

• Vitamina B2 (Riboflavina): Apresenta papel dos mais importantes em diversos processos metabólicos, achando-se envolvida na transformação dos lipídios, proteínas e glicídios. Está sob a forma de flavina-mononucleotídeo, ou FMN, e principalmente sob a forma de flavina-adenina-dinucleotídeo ou FAD, formando o grupo prostético de várias enzimas que se caracterizam por atuar como agentes que promovem a transferência de hidrogênio. É o constituinte ativo de diversas enzimas entre as quais atuam no transporte de oxigênio e portanto na respiração celular e processos de oxidação. 
A deficiência da riboflavina no homem é caracterizada por uma síndrome definida, manifestando-se sob a forma de glossite com vermelhidão, queratose folicular seborréica no nariz e testa e dermatite na região anogenital. 

• Vitamina C (Ácido Ascórbico): Exerce grande número de funções em numerosas reações químicas e é elemento de grande importância não só pela sua função tampão nos processos de oxi-redução, como também pelas particularidades de sua estrutura molecular capaz de transferir ambos íons ou elétrons de hidrogênio em processos reversíveis. Interfere no metabolismo do ferro, da glicose e de outros glicídios, facilitando absorção das hexoses, assim como a glicogênese hepática. Atua também no metabolismo da fenilalanina e da tirosina, na síntese de colágeno, na síntese de glicorticóides, exerce efeito benéfico sobre a resistência à fadiga. 
O escorbuto é a mais grave manifestação da carência da Vitamina C no organismo, afetando primariamente o sistema mesenquimal. Na fase pré-clínica é caracterizado por anorexia, dores musculares, sensibilidade geral ao toque, dor na boca e nas gengivas que sangram levando à perda dos dentes, inchaço nos membros inferiores e hemorragias. Na fase de deficiência ocorre taquicardia, dispnéia e qualquer estresse grave e especialmente infecção podem precipitar os sintomas de escorbuto. Nas crianças ocorre parada da função osteoblástica e odontoblástica. 

• Cálcio: É essencial para a formação dos ossos e dos dentes, tem importante participação na coagulação sangüínea, possui papel vital na contração e relaxamento muscular, processos bioquímicos e ativador de várias enzimas. 
A hipocalcemia é a deficiência de cálcio e é caracterizada por sinais como a tetania, parestesias, laringoespasmos, convulsões e hipersensibilidade muscular tônico-clônica. 

• Ferro: É essencial para a formação da hemoglobina, assim como em diversos processos biológicos. 
A deficiência de ferro é a causa mais comum da anemia nutricional. 

• Fósforo: Apresenta numerosas funções tais como: integrar a estrutura de ossos e dentes, participar do metabolismo de glicídios, atuar na contração muscular, é componente dos fosfolipídeos, é componente de nucleoproteínas, dente outras funções. 
A deficiência de fósforo acompanha-se de grande número de manifestações tais como dores ósseas, osteomalácia, pseudofraturas, miopatias, hipoparatiroidismo, hipoglicemia, resistência à insulina, acidose metabólica, alcalose respiratória, hipocalemia, hipomagnesemia e gota. 

• Magnésio: Os íons magnésio atuam como coenzimas em todas as enzimas envolvidas na transferência de fosfato que utiliza ATP, das fosfatases alcalinas que hidrogenam os ésteres fosfóricos, ativando também as fosforilases, atuando, portanto, no metabolismo intermediário do fósforo e dos glicídios. 

• Zinco: Atua na maturação sexual, fertilidade e reprodução, e na função fagocitária, imunitária celular e humoral. 
Como deficiência de Zinco podemos citar as seguintes características: diminuição do paladar, retardo no crescimento, alopecia, hipogonadismo, hipospermia e retardamento da maturação sexual, intolerância à glicose e deficiência da imunidade. 


Para comprar:

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Maca Giroil - Pura Energia




Farinha de Maca contém aminoácidos, vitaminas, minerais, carboidratos e fibras. Por conter boa quantidade de cálcio, ajuda no desenvolvimento ósseo de crianças, pacientes com fraturas e mulheres com osteoporose. Pelo seu teor de ferro e de magnésio, encoraja a formação e maturação das células vermelhas do sangue que são úteis no tratamento de anemia. Minerais como zinco e a vitamina C e E, ajudam a diminuir sintomas de stress e depressões leves, aumentar a capacidade de defesa do organismo e o envelhecimento precoce.


Fonte: http://ahealthya.com/j.1439-0272.2002.00519.x.pdf

Comprar:

terça-feira, 12 de junho de 2012

Maca Peruana, a planta da Fertilidade e da Libido


Maca Peruana, a planta da fertilidade e do desejo


Quanto mais a ciência avança, mais se descobre que a natureza oferece aos seres humanos tudo o que é necessário para garantir sua alimentação, saúde e bem-estar. Plantas que há poucos anos eram simplesmente ignoradas passam a ser reconhecidas por suas propriedades surpreendentes - que já eram de conhecimento de povos muito antigos. É o caso da maca peruana - atualmente famosa por ser um tônico poderoso capaz de melhorar o desempenho generalizado    do        organismo. 

A planta é de fato surpreendente: desenvolve-se entre 4 e 5 mil metros de altitude, nos Andes Centrais do Peru, com temperaturas que oscilam entre 20 graus positivos e 25 graus negativos, de acordo com o período do dia e a época do ano. Seus nomes populares - "Ginseng dos Andes" e "Viagra dos Incas" - dão boas indicações de suas qualidades. A maca é comparada com o ginseng porque apresenta as mesmas propriedades estimulantes do organismo e do desempenho de várias funções. Vários estudos estão indicando que ela também é indicada para tratamentos hormonais: ao que tudo indica, a planta apresenta determinadas moléculas que possuem a mesma estrutura que os hormônios naturais, tanto do homem quanto da mulher. 

Muitos destes estudos estão sendo feitos com mulheres na menopausa que necessitam de tratamentos de reposição hormonal e, até o momento, os resultados têm sido satisfatórios na diminuição dos calores ou fogachos, na prevenção e controle da osteoporose e no estado emocional geral, com a vantagem de não apresentar os efeitos colaterais comuns nos tratamentos de reposição hormonal tradicionais. 
Suas qualidades como um excelente alimento eram de conhecimento do povo inca, que usava a maca por sua ação estimulante da fertilidade e do desempenho sexual.

Foram realizados estudos sobre a ação da maca sobre a fertilidade em animais (Dra. Chacón, 1961) e em seres humanos (Gonzalez, 2001). No ano de 1980, cientistas da Alemanha e dos EUA ao efetuarem estudos com ervas no Peru, reavivaram seu interesse pela Maca, chamando-na de "o cultivo perdido dos incas". 

A planta apresenta em sua composição, entre outros elementos, boa quantidade de cálcio, aminoácidos, proteínas vegetais, vitaminas e minerais como ferro, zinco e fósforo. 

Usos da maca peruana 

* Problemas fertilidade e potência sexual: Estudos conduzidos tanto com seres humanos como com animais, realizados por diferentes especialistas (Dra. Chacón, 1961 e Dr. Gonzalez, 2001-2002) comprovaram que o uso da maca pode promover o aumento da mobilidade dos espermatozóides, do volume seminal e o incremento do desejo sexual em seres humanos. O consumo da maca peruana pode resultar em melhoria no fluxo sangüíneo corporal e também na zona pélvica de homens e mulheres. Em razão deste efeito, a maca tem sido reconhecida há anos como um alimento capaz de aumentar o vigor e a potência sexual. Tradicionalmente, a maca tem sido descrita como um afrodisíaco para homens e mulheres, sem dúvida por seus efeitos positivos no aumento nos níveis de testosterona no organismo. 

* Como tônico para o organismo: O uso da maca peruana como tônico revigorante para o organismo em geral é conhecido desde tempos antigos. A ciência atual reconhece que plantas adaptógenas - como a maca - realmente possuem a propriedade de auxiliar o organismo a se adaptar às condições adversas do ambiente, aumentando a força e a resistência musculares. As plantas adaptógenas não atuam especificamente em uma debilidade física ou psicológica, mas revitaliza o organismo de uma maneira geral a fim de estimular suas próprias defesas imunológicas contra agentes externos agressores e promove estímulo físico e mental. 

Muitos fitoterapeutas têm reconhecido que a maca pode trazer bons resultados no tratamento da Síndrome da Fadiga Crônica, além de diminuir o cansaço mental e restaurar a energia e o vigor dos idosos. 

Contra-indicações       da        Maca Peruana 

Exceto para os alérgicos à planta, a maca peruana não possui contra-indicações nem interações. Entretanto, seu uso não é recomendado para as pessoas que consomem hormônios, pois pode intensificar o efeito hormonal ou inibi-lo. Mulheres que tomam anticoncepcionais orais ou fazem terapias de reposição hormonal devem consultar seu médico antes de utilizar a maca peruana. 

Maca peruana - Um impulso na Energia e na Libido



Maca peruana


A maca( Lepidium meyenii), é uma planta anual que produz uma raiz com a forma de rabanete. Tipicamente a raiz da maca é secada e guardada, até por sete anos.

Diz a lenda, que durante o auge do Império Incaico, os guerreiros incas consumiam maca antes de começar a batalha. Isto os tornava ferozmente fortes. Mas depois de ter logrado a conquista os soldados estavam proibidos do uso de maca, para proteger às mulheres de seus poderosos impulsos sexuais.

No Peru, assim como em vários países, maca é utilizada por homens e mulheres que querem por mais intensidade em sua vida sexual. 

As análises realizadas, tem demonstrado que é um alimento extraordinário e uma grande fonte de aminoácidos, proteínas, hidratos de carbono complexos, vitaminas, minerais e nutrientes essenciais.
Os aminoácidos 
Estes são as principais unidades constitutivas das proteínas. Maca tem Leucina, arginina, fenilalanina, lisina, glicina, alanina, valina, isoleucina, ácido glutâmico, Seina, ácido aspártico e outros em menor proporção.



Vitaminas 
 As análises estabeleceram um importante conteúdo de vitaminas: A, tiamina (B1), Riboflavina (B2), niacina Acid (B3) pantotênico (B5), piridoxina (B6), biotina (B7), Ácido fólico (B9), cianocobalamina (B12) e C.


Minerais 
Estes são os elementos químicos essenciais utilizados para o funcionamento normal metabólica. Entre os minerais encontrados na maca há cálcio, sódio, potássio, fósforo, magnésio e enxofre; também: ferro, cobre, manganês, cromo, zinco, alumínio, titânio, selênio, etc

Componentes bioativos
Maca tem uma série de componentes bioativos tais como glucosinolatos, esteróis, compostos fenólicos e de ácidos gordos que fornecem os efeitos terapêuticos. 
Maca nutre o corpo e induz o bom funcionamento das glândulas endócrinas. Além disso, melhora o estresse, saúde física e emocional. Melhora o desempenho atlético sem efeitos secundários, energiza e promove a lucidez mental e a concentração. Ela alivia significativamente os sintomas da menopausa e andropausa que afeta mulheres e homens, respectivamente.

Maca oferece vários benefícios

Aumento de energia e saúde emocional, diminuindo o estresse físico e emocional. Você vai acordar com mais energia, vitalidade e irá realizar suas atividades diárias mais tranquilamente.
Promove a consciência mental e a concentração. 
Aumenta o desempenho atlético, a resistência e sem efeitos secundários.
Nutre o sistema glandular estimulando a produção natural de estrógeno e progesterona.

Em mulheres ajuda a controlar os sintomas da menopausa, como fogachos, insônia, secura vaginal, suores noturnos, calafrios, irritabilidade e incontinência, musculares e dores articulares.

Em homens, nutre o sistema glandular estimulando-o a produzir testosterona naturalmente, que vai despertar a energia sexual. Melhora a produção de espermatozoides e sua motilidade, há um aumento no volume seminal.