quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Conheça a Farinha de Teff Giroil

Conheça o Teff: o menor grão do mundo!



O Teff é um cereal de origem etíope, com uma concentração elevada e variada de nutrientes como cálcio, ferro, cobre, alumínio, bário, fósforo, tiamina e magnésio, que ajudam na recuperação rápida após um treino físico ou forte desgaste mental. Rico em carboidratos de digestão lenta, ajuda no controle dos níveis de glicose no sangue, sendo indicado para o controle do peso, já que contém alto poder de saciedade. Por ser um cereal sem glúten é muito apreciada por celíacos e adeptos de alimentação natural.



Benefícios e propriedades nutricionais:

  • -Naturalmente sem glúten, podendo ser consumida por intolerantes a essa proteína;
  • -Excelente fonte de proteínas, com bom equilíbrio de aminoácidos essenciais, em especial a lisina, importante no metabolismo do cálcio;
  • -Carboidrato de baixo índice glicêmico,
  • -Boa fonte de antioxidantes;
  • -Integral, portanto com alto teor de fibras;


Considerado um alimento ancestral, o grão de Teff é de origem  Etíope. Há mais de 5 mil anos já faz parte da alimentação dos países do Chifre da África.
Não há histórico de cultivo de Teff no Brasil e a empresa Giroil, com espírito inovador em produtos novos no país iniciou  produção própria de Teff neste ano, podendo assim garantir a qualidade do produto. 


A colheita do grão de Teff foi realizada neste mês de Janeiro, sendo logo em seguida processado e produzida a farinha de Teff em moinho micronizador. O produto já pode ser encontrado na loja virtual da Giroil (http://loja.giroil.com.br/), e logo logo já poderá ser encontrada nas lojas de produtos naturais e supermercados.




quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Teff, uma viagem as origens da Injera.


Na cozinha etíope é oferecido  injera (pão típico do país é como uma panqueca espessa) e comido com as mãos sentado ao redor da Mesob (mesas muito petite feitos de cor de palha).
 The Cutting livro para Stone descreve-o assim: "A marca de um nativo é que os dedos não estão manchadas pelo caril; você usa o injera como suas pinças, como uma barreira, enquanto você pegar um pedaço de frango ou carne sopped no molho. " 

Injera são  grandes crepes feitos com farinha de teff fermentada em água durante 2-3 dias e depois assados numa chapa de ferro ou numa placa de barro, que se colocam sobre um fogão; devido à fermentação, as injera são húmidas e fofas e são colocadas sobre um prato onde se serve o wot ou outra comida da culinária da Etiópia. A forma de comer é também especial: o prato pode ser individual ou servir várias pessoas, que vão tirando pedaços da injera e, com esse pedaço, agarram uma porção de comida para a levarem à boca.

Mas é possível fazer a Injera com fermento em pó, sem precisar deixar fermentar por dias.

Receita injera
- 1 e 1/2 xic de farinha de teff
- 2 xic de água
- 1/2 colher de chá fermento em pó
- 1 colher de óleo
- 1/4 de colher de chá de sal

Mexer bem a farinha teff com água, acrescentar o sal e fermento. Em uma panquequeira ou frigideira quente e untada com óleo, assar por aproximadamente 5min. Colocar uma tampa ajuda a ficar mais umida. É parecido com fazer panquecas.


Loja: http://loja.giroil.com.br/

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Teff é muito antigo e vem da Etiópia agora apelidado de "maná das estrelas"!


O teff é um tipo de grão pequenino cuja farinha, sem glúten, pode ser base para pães, biscoitos e bolos. Seu alto teor de fibras é o grande responsável pelo baixo índice glicêmico do grão, podendo auxiliar o controle do peso. É rico em minerais cálcio e fósforo, auxiliando na prevenção da osteoporose, recuperação muscular e melhorando também o desgaste mental. Entre os aminoácidos essenciais presentes, destaca-se a lisina, que tem propriedades antivirais e é muito eficaz para a osteoporose, pois ajuda a aumentar a absorção de cálcio.


Victoria Beckham Gwyneth Paltrow todos loucos para Teff


Pode ser ingerido sob a forma de cereal ou transformado em farinha, integrando a composição de outros alimentos, ajuda a reduzir a gordura, melhora a vitalidade do organismo e previne o cancro do esófago. Com apenas 0,79 milímetros de dimensão, é o grão mais pequeno do mundo e, possivelmente, o mais completo do ponto de vista nutricional, defendem já nutricionistas e dietistas internacionais.
Abram alas para o teff
Além de possuir uma elevada concentração de hidratos de carbono complexos (o tipo que é lentamente assimilado pelo organismo), de proteínas, de minerais (como o cálcio) e de gordura, o teff contém todos os aminoácidos essenciais necessários a uma alimentação saudável e equilibrada. Fornece mais fibra do que qualquer outro cereal e, por não conter glúten, é indicado para celíacos. Este perfil nutricional fora de série é rematado pelo facto de o teff não ter açúcar e possuir um sabor semelhante ao da noz.
Um produto versátil
Existem três variedades deste grão. A branca, a vermelha e a castanha, sendo as sementes claras as que têm o sabor mais suave. O teff é um produto flexível, sendo usado na pastelaria, para fazer sopas, engrossar molhos, e também pode ser comido simplesmente cozido. Deve ser conservado num local fresco, seco e escuro, dentro de um recipiente fechado. A injera, o pão etíope, é feita com farinha de teff e o processo de fermentação pelo qual passa aumenta o seu conteúdo de aminoácidos e nutrientes.
A crescente procura
Cultivado na Etiópia há milhares de anos, o teff não é apenas parte integrante da herança cultural do país, representando também uma fatia significativa do crescimento da sua economia. Mas, embora a Etiópia seja a principal cultivadora de teff e o interesse pelo grão esteja a aumentar (e com ele o preço), os agricultores etíopes que o cultivam não fazem lucro. De tal forma que, atualmente, quem planta eragrostis tef já não pode consumir um alimento que sempre foi a base da sua alimentação.