terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Alimentos Naturais - Amor por você!



Alimentos Naturais, sem conservantes ou qualquer outro produto químico. Amor por você!

Farinha de Linhaça Integral Giroil. Só experimentando, para ver como anda a qualidade dessa farinha. O sabor ta muito suave, é estabilizada, não empapa e ainda nutre o organismo com vitaminas, minerais e Ômega 3.








Pode ser colocado no iogurte, sucos, pães, bolos...

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Fome Oculta


Fome Oculta,

é a carência de vários nutrientes essenciais, mas que não percebemos, porque o nosso mecanismo seletivo cerebral está prejudicado. O cérebro apenas identifica que há uma uma falta e isso gera uma fome descontrolada por qualquer tipo de alimento principalmente os que aumentem rapidamente os níveis de glicose no sangue, como os açúcares e gorduras. Daí, cria-se um círculo vicioso: quanto mais fome oculta, mais alimentos inadequados, em quantidade e qualidade, mais distúrbios no metabolismo, mais fome oculta.
Alimentos tóxicos, refinados e industrializados lesam a parede do intestino. É nela que regula-se a maioria dos neurotransmissores ligados às sensações de fome, saciedade, seletividade dos alimentos, ao ritmo metabólico, bem como as sensações de prazer e bem-estar. É o nosso “outro cérebro”, nosso grande centro regulador. Essa lesão gerará ganho de peso, depósitos de gordura nas artérias e inúmeras doenças decorrentes desses distúrbios.

A vida corrida de hoje impede a ingestão adequada de vitaminas, sais minerais e aminoácidos (pedaços de proteína), nutrientes essenciais para o corpo. De fato, as vitaminas e os minerais, por exemplo, combatem os radicais livres, moléculas que apressam o envelhecimento celular. Por isso, segundo a técnica, é preciso dar ao organismo uma suplementação dessas substâncias para que as células reencontrem sua energia. Orthos, aliás, vem do grego, e significa correto. Seria algo como “moléculas no funcionamento certo. Ao equilibrar a disposição desses compostos e garantir uma alimentação saudável, o metabolismo melhora, facilitando a perda de peso. O método também aumenta a qualidade de vida do paciente, assim como melhora a disposição física, a pele, os cabelos e pode até melhorar a libido.

Então, fique longe de:

- Frituras de fast-food: usam essa gordura para todas as frituras porque ficam crocantes
- Salgadinhos (Chips, etc)
- Batatas fritas:
as de pacote e as que acompanham fast-food)
- Massa folhada
- Margarina:
é uma gordura vegetal hidrogenada
- Biscoitos:
praticamente todos, principalmente os recheados e os wafer
- Sorvetes:
a grande maioria, até mesmo os light. O sorvete hidrogenado é mais espumoso
- Chocolate:
cuidado com os Diet, são os piores
- Cookies
- Tortas e bolos recheados, prontos e semi-prontos (ficam bem fofos)
- Chocolates em barra e bombons
- Pipoca de microondas
- Maionese
- Leite:
os achocolatados prontos (Todynho, por exemplo)
- Requeijão cremoso:
atualmente estão acrescentando gordura vegetal hidrogenada até em alguns requeijões. Leia o rótulo, e prefira os que não tenham.
- Donuts
- Pães:
principalmente os de massa doce
- Sopas e cremes industrializados
- Temperos prontos em tabletes ou em pó
- Manteiga light:
esse tipo engana o consumidor, pois 50% é margarina

De preferencia para Alimentos Funcionais, aqueles que além de matar a fome ainda ajudam a nutrir o corpo.



segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Você, modo de usar

















Negativismo, raiva, frustração, nada disso colabora com nosso metabolismo. É aí que pequenas atitudes podem fazer diferença
Quando caminho pelas ruas da cidade, ou mesmo quando circulo de carro, reparo em pequenos pontos comerciais em construção e na hora penso: tomara que seja uma livraria, tomara que seja uma papelaria, tomara que seja uma galeria de arte, tomara que seja um bistrô, tomara que seja uma floricultura. Vou acompanhando a obra com expectativa, até que um dia os tapumes são retirados e shazam: é mais uma farmácia.

O filme Amor e Outras Drogas dá uma amostra de como os laboratórios movimentam fortunas e estimulam o consumo de medicamentos de forma impulsiva e muitas vezes desnecessária. Remédio não é sorvete, não é banana, não é pãozinho. Mas o povo se acostumou a ingerir goela abaixo o que lhe sugerem, sem receita, sem critério, e a indústria farmacêutica prospera.Conversava outro dia com uma amiga endocrinologista, e falávamos justamente sobre como tantas doenças poderiam ser prevenidas através da simples mudança de hábitos.
Ninguém renega a importância de uma campanha de prevenção contra o uso do crack, mas há um número ainda maior de pessoas se viciando em gordura, evitando legumes, se entupindo de refrigerante, não dando a devida atenção aos produtos orgânicos, abusando do sal, do açúcar e das frituras. Seria igualmente progressista uma campanha que alertasse: comer errado, nem pensar.

Esse é só um exemplo de como a falta de qualidade de vida pode adoecer e até matar. A causa de óbitos geralmente é infarto, câncer, infecção generalizada, falência múltipla de órgãos, mas algumas dessas doenças tendem a iniciar décadas antes, por meio de uma rotina de muito stress, ansiedade, angústia emocional e neuroses não tratadas. Negativismo, raiva, frustração, nada disso colabora com nosso metabolismo. É aí que pequenas atitudes podem fazer diferença, como praticar atividades físicas, buscar algum recurso para relaxamento (ioga, meditação, terapia, religião, massagem), cultivar amigos, dormir bastante, usar filtro solar, cuidar da postura, beber muita água, controlar o peso, não fumar, não beber em excesso, fazer check ups periódicos – e não se drogar, lógico. Os médicos têm batido nessa tecla com insistência, mas ainda há quem considere esse blablablá improdutivo ou politicamente correto demais.
Tem nada a ver com politicamente correto, e sim com inteligência. E inteligência não se vende em frascos.
Farmácias comercializam produtos de primeira necessidade. Sem elas, não teríamos acesso a medicamentos fundamentais para nossa saúde mental e física, devidamente prescritos, mas precisamos de tantas? Creio que teríamos uma sociedade bem mais saudável se a população contasse com inúmeros pontos de venda de livros, sucos, flores, livros, discos, bicicletas, livros, frutas, bolas de futebol, raquetes de frescobol, instrumentos musicais, sapatilhas, livros, livros e, claro, livros.
Martha Medeiros
Fonte:Zero Hora 06/02