terça-feira, 28 de setembro de 2010

Você sabe a diferença entre um Óleo de Canola e Girassol extra virgem de um refinado?













A gordura deixou de ser a vilã de todo prato, de toda hora. Deixou de ser também a eterna inimiga das artérias. E — viva! —, dependendo do tipo, pode ajudar até a emagrecer

O século 21 tem se caracterizado pela liquefação e reabilitação instantânea de reputações. A da gordura é um exemplo flagrante. Banido da intimidade das cozinhas, erradicado dos menus de muitos restaurantes e extirpado da fórmula de vários alimentos industrializados, esse nutriente é um daqueles personagens que voltam à boca do povo como um benfeitor injustiçado.

Mas, se a gordura não é de todo culpada, o que explicaria a eclosão sem fim de infartos e acidentes vasculares cerebrais nos últimos anos? Especialistas americanos apontam a espátula, ou melhor, o dedo para os carboidratos simples que aparecem nos doces e no arroz branco. É que muita gente privilegia esse tipo de comida em detrimento das fontes gordurosas. Esse é um erro grave, carboidratos simples se transformam rapidamente em açúcar e se não consumido pelo seu corpo vira depósito de gordura, aumentando colesterol e triglicerídeos, congestionando artérias e obviamente levando ao aumento de peso. Devemos dar sempre preferência a carboidratos complexos, como arroz e farinhas integrais, que são quebrados mais lentamente pelo sistema digestivo, e entram na corrente sangüínea, mais lentamente.

Estudos associam cardápios excessivamente magros e infertilidade. A gordura participa da produção de hormônios como o estrógeno e a testosterona e entra na composição de membranas celulares. Se você imaginar que todo o seu corpo é composto de células, dá para supor a importância de comer fontes gordurosas em todas as refeições. Na falta delas, nosso organismo não se beneficia das vitaminas A, D, E e K, que não à toa são chamadas de lipossolúveis. A gordura é indispensável para a absorção dessas vitaminas.

Mas é importante saber qual gordura comer, existe gorduras saturadas e insaturadas. As saturadas e trans são péssimas já as insaturadas que se dividem em monoinsaturadas e poliinsaturadas, são chamadas “gorduras boas”, com ácidos graxos essenciais, os ômegas 3, 6 e 9.

Para que um óleo de Canola e Girassol fiquem no estado insaturado é necessário que ele seja extraído a frio, extra virgem, onde as moléculas permanecem no estado Cis Cis, oposto a trans.

Óleos extraídos a frio, são elaborados de forma artesanal, onde as sementes são esmagadas em prensa mecânica. O óleo bruto obtido passa por um processo de decantação dos materiais turvos suspensos, após é filtrado sem adição de nem um produto químico, conservando todos os elementos nutritivos e as informações energéticas da planta que lhe deu origem. Nos óleos vegetais encontram-se os Ômegas, ácidos graxos essenciais, que são moléculas de gordura encontradas em algumas sementes oleaginosas, como de linhaça, girassol, canola e cártamo.


Para que essas moléculas de gorduras estejam em estado funcional e bioativas (ativam a vida), esses óleos devem ser extraídos a frio, não mais de 45 graus. Os ácidos graxos essenciais são às "gorduras boas", que são necessárias as células de nosso corpo e exercem papéis fundamentais na produção de energia, aumento de metabolismo e crescimento muscular, transporte de oxigênio, crescimento normal celular, funções nervosas e regulação hormonal, auxiliam no funcionamento da mente, ajudando na transmissão do impulso nervoso, e melhorando a saúde cardiovascular diminuindo os níveis de colesterol e triglicerídeos.

Óleo de Girassol e Canola refinados são extraídos à custa da aplicação de alta temperatura, alta pressão e solventes químicos. Altas temperatura e pressão provocam a oxidação da delicada estrutura química dos óleos vegetais o que faz com que percam as suas qualidades nutricionais, e transformando-se em gorduras saturadas.

Também existem evidências de que as gorduras poliinsaturadas e monoinsaturadas atuam na adipogênese, ou seja, na proliferação das células de gordura, os chamados adipócitos, ajudando no emagrecimento saudável. Para diminuir a “barriga de chop” e os famosos “pneuzinhos”, é imprescindível acrescentar diariamente em nosso cardápio gorduras boas, Extra vrgem!

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

“Nascido para Correr” e sementes de CHIA













Chia rica em Ômega 3, Antioxidantes, Fibra Dietéticas, Proteínas, Vitaminas e Minerais


Tudo começou com uma simples pergunta: "Por que os meus pés doem"? Para responder, o jornalista Christopher McDougall teve que passar pela maior aventura de sua vida, entre personagens inacreditáveis num dos lugares mais remotos e perigosos do mundo. Christopher McDougall é jornalista formado em Harvard nos EUA, um fã de corridas ao ar livre e sofria com constantes problemas ao se exercitar. Se quisesse uma solução verdadeira não poderia percorrer apenas laboratórios, mas teria que se embrenhar entre os desfiladeiros mais isolados do México, onde vivem os índios Tarahumara, os maiores corredores de todos os tempos.

No livro “Nascido para correr”, relata a história desconhecida dos
índios Tarahumara que habitam a região de encostas e cânios inacessíveis na fronteira mexicana com os Estados-Unidos. Eles são os melhores corredores do mundo, superando em muitas vezes a resistência de maratonistas experientes. Com a maior naturalidade, correm distâncias enormes, em condições inacreditáveis para qualquer atleta de elite. O seu talento sobre-humano é compensado pela saúde e serenidade misteriosa, deixando o Tarahumara imune às doenças e conflitos que afligem a vida moderna.

Os cientistas há muito se perguntavam o que lhes confere resistência tão grande. McDougall procurou desvendar os segredos da dieta dos Tarahumara, descobrindo que é rico em proteínas, hidratos de carbono complexos e fibras, mas pobre em açúcares simples, gorduras e colesterol. A grande descoberta para os Tarahumara ter resistência tão grande é a sementes de CHIA, um superalimento originalmente cultivada pelos Incas, maias e Astecas.

Para os maias chia (Salvia hispanica) foi um dos quatro cultivos básicos destinados à alimentação humana, juntamente com o milho, feijão e amaranto.. Era uma fonte de energia para longas viagens e comida para os combatentes, combinado com o milho. Chia foi utilizado na preparação de uma bebida refrescante e nutritiva, personalizada, com variações, persiste até hoje na Europa Central e é chamado de "chia fresca": água, suco de limão e sementes de chia.

Chia é Super-Energético aumenta a resistência e energia. Uma mistura equilibrada de proteínas, gorduras essenciais, fibras, carboidratos complexos e antioxidantes. Chia é inigualável entre todas as sementes e grãos para fornecer energia para o corpo e a mente.

Benefício das sementes de chia

Melhora a saúde cardiovascular - Fornece níveis extremamente elevados de ácidos graxos essenciais. Chia contém o percentual mais alto conhecido de ômega-3(ácido linolênico), um incrível percentual de 62% a 64%.

Estabiliza o açúcar no sangue - Reduz a glicose do sangue, a fibra solúvel exerce uma influência estabilizadora nos níveis de glicose, regulando a velocidade com que os carboidratos complexos são digeridos e assimilados pelo corpo.

Reduz a vontade de docesA fração solúvel das fibras traz benefícios à saúde, porque apresentam efeito metabólico no trato gastrintestinal, retardam o esvaziamento gástrico e o tempo do trânsito intestinal, a fibra solúvel permite a liberação lenta dos carboidratos refinados.

Capacidade gelificante – Deixando 15 minutos de molho na água, forma um gel que, arrasta gorduras, poluentes e metais pesados contidos nos alimentos, retardando o tempo de esvaziamento gástrico (dificultando picos glicêmicos), proporcionando substrato fermentável para bactérias do cólon, reduzendo o colesterol, melhorando à tolerância a glicose e fixando os ácidos biliares.

Maior foco e concentração – balanceadas proporções entre gorduras essenciais, Omega-3 e Ômega-6, são conhecidos por seus efeitos antidepressivos. As gorduras essenciais tornam as membranas celulares mais flexíveis e permitem que a função da membrana fique mais eficiente, incluindo a transmissão nervosa e melhor transporte de nutrientes para as células. Um sistema nervoso saudável suporta a função cerebral mais eficiente.
Proteínas de alta qualidade - uma porcentagem mais elevada do que a encontrada em outros grãos, como trigo, milho, arroz ou aveia. Além disso, a chia é rico em antioxidantes naturais, o que significa que permanece fresco por mais tempo e material de poderosos antioxidantes da dieta.

Sem glúten Chia é um alimento ideal para pessoas que possuam sensibilidade ao glúten, intolerância aos carboidratos, a hipoglicemia, doença celíaca, doença de Crohn.

Excelente alimento funcional - Estudos não encontraram nenhuma evidência de reação alérgica a chia, mesmo entre indivíduos com alergias do amendoim e da porca da árvore. Além disso, a chia é um superalimento ideal porque é portátil, não estraga facilmente (isto é, protegido por antioxidantes naturais), e pode ser armazenado com segurança por períodos prolongados; chia pode ser comido cru, mas também permanece fresca após trituração, e até mesmo depois de ser misturado com água, (como um gel) pode manter por até duas semanas na geladeira.

Super-hidratação e equilíbrio eletrolítico - As sementes de Chia dobrar de 10 a 12 vezes o seu peso em água. Quando sementes de chia é colocado em água, suco ou misturado (inteira ou moída) em alimentos úmidos, ela incha muito e, assim, proporciona hidratação eficaz para o seu corpo. A água é o principal componente do nosso corpo, o valor de chia para a hidratação é muito importante, especialmente para pessoas ativas, e pode fazer uma enorme diferença em seus níveis de hidratação, e, assim, na sua qualidade de vida.

A propósito, a corrida de longa distancia diminui as taxas sangüíneas de mau colesterol (LDL) e estimula a produção do bom colesterol (HDL). Fortalece ossos prevenindo osteoporose. Ajuda a controlar o estresse (stress). Torna o sono mais agradável. Diminui a ansiedade. Acho que também vou adotar esse habito! Mas não esqueça que uma boa alimentação é fundamental.